Polícia vai investigar morte de bebê de 9 meses

A Polícia Civil de Birigui (SP) vai instaurar inquérito para apurar as causas da morte de um bebê de 9 meses, ocorrida na manhã de quinta-feira (22). A criança chegou a ser levada para o hospital, mas não resistiu.

O menino, que completava 9 meses no dia que morreu, é filho de uma jovem de 18 anos com um rapaz de 23 e dormia sozinho em um colchão de casal em um quarto.

O pai da criança disse à polícia que por volta das 21h de quarta-feira (22) ela comeu um pedaço de cachorro quente e às 3h de quinta-feira, a mãe a amamentou.

Depois, ela levou o filho para o quarto, o colocou no colchão, cobriu e voltou para o quarto, para dormir.

Por volta das 11h, quando acordou, o pai do menino foi até o quarto para pegar o filho para dar leite a ele novamente. Segundo a testemunha, a criança estava de bruço e sem respirar.

Socorro

O pai disse que na hora gritou para a mulher dele, contando que o filho do casal não estava respirando. Os dois saíram com a criança na rua pedindo ajuda e um vizinho os levou até o pronto-socorro.

Ainda de acordo com o que foi informado à polícia, no trajeto até o hospital, eles tentaram reanimar o bebê, realizando respiração boca a boca.

Segundo o que foi informado à polícia, ao dar entrada no pronto-socorro, o médico informou que o menino teve uma parada cardíaca e, apesar das tentativas de ressuscitação, ele não resistiu.

Como a equipe médica não quis atestar a morte, foi necessário registrar o boletim de ocorrência de morte suspeita para que o corpo fosse encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal). Exame necroscópico deve apontar a causa da morte.

Fonte: Da redação com informações Hojemais