OSS BIRIGUI: Vídeo de homem com crise de convulsão no PS de Penápolis gera comentários e revolta

 

Um vídeo está circulando nas redes sociais de um senhor com crise de convulsão na tarde desta quinta-feira (13) em Penápolis.

De acordo com o vídeo da pra perceber que o senhor esta com a crise e algumas pessoas que também aguardava atendimento ajuda um enfermeiro a realizar os primeiros socorros.

 

A nossa equipe de reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da unidade e a mesma por nota respondeu:

“A Organização Social de Saúde da Santa Casa de Misericórdia de Birigui, que administra o Pronto Socorro Municipal da cidade de Penápolis SP, esclarece os fatos no que se refere a um vídeo que está circulando nas mídias na data de 13 de Setembro de 2018.

  • O Paciente deu entrada no Pronto Socorro com queixa de náuseas e inapetência e apresentava hálito etílico, o mesmo relatou que deveria tomar medicações para crise convulsiva, mas que não estava seguindo as medicações as quais deveria fazer uso. Após o primeiro atendimento, o paciente foi classificado com grau de atendimento na cor verde (Casos com menor Urgência).
  • As 12h20m – O Paciente apresentou crise convulsiva no saguão da recepção do Pronto-Socorro, onde recebeu o atendimento pela equipe de enfermagem e encaminhado para o atendimento.
  • As 13h40m – O Paciente ainda em observação, a administração do P.S, procurou a esposa do paciente de acordo com a solicitação médica e não obtiveram êxito em localiza-la. Por esse motivo a administração da unidade acionou o conselho do idoso, para assim auxiliar nesse atendimento. Após esse período, a esposa do paciente só compareceu na unidade após as15h00m e recebeu orientação para permanecer junto com o paciente devido sua idade.
  • Nesse momento, o paciente continua sendo assistido pelas equipe médica e aguarda vaga para internação psiquiátrica pela central de vagas (CROSS) para dependência de Álcool.

A Santa Casa de Misericórdia de Birigui se coloca inteiramente à disposição para esclarecimentos referente a este caso.”

 

Fonte: Guilherme Renan

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by