Médicos Cubanos deixarão de atender Birigui; objetivo é aumentar atendimento com médicos Brasileiros

A nossa equipe de reportagem recebeu no ultimo final de semana centenas de ligações e mensagens a respeito do Fim de atendimento dos Médicos Cubanos. Na manha desta segunda-feira (19), entramos em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Birigui, onde nos enviou uma nota, tentamos também contato via celular com secretário da Saúde Gilmar e o Prefeito Cristiano, porém nenhum telefonema foi atendido ou ao menos retornado.

Cabe esclarecer que segundo publicação do prefeito em redes sociais, o principal objetivo desta mudança é o melhor atendimento para os biriguienses. Vale ressaltar que o atendimento prestado pelos Cubanos em Birigui tem agradado boa parte dos pacientes. Porém ainda segundo a publicação os médicos não aceitam aumentar o atendimento e não aceitam registrar presença com digital ou por meio de livro de presença como é feito com os demais profissionais. Existe também uma matéria que chamou a atenção e foi divulgada pela nossa equipe em gestão anterior, sob possível participação de dois médicos Cubanos em um furto a farmácia, dias depois esses mesmos médicos que foram acusados sumiram e ninguém soube do paradeiro.

Pois bem, cabe informar que os médicos em breve deverão parar de atender em nosso município, uma data exata não foi passada pela assessoria de imprensa, além de informações sob salários e algumas restrições que os médicos Cubanos não pudesse receitar ou atender todos os tipos de pacientes. Caso o secretário de saúde tenha interesse estamos a disposição.

Em nota a assessoria de imprensa da prefeitura informou: “Saúde com qualidade requer mudanças: desligamento do Programa Mais Médico.
Apesar de inúmeros esforços em sanar todos os problemas identificados no inicio de 2017, junto ao Programa Mais Médico em Birigui e consequentemente com os médicos cubanos, mudanças serão necessárias na saúde, visando atender aos munícipes de Birigui. O desligamento do programa se dará devido a inúmeros problemas que cabem a esta administração esclarecer a sua população: profissionais cubanos que deixam o município (fogem) após cometer delitos; médicos cubanos trabalham apenas quatro dias na semana e não cumprem a jornada de trabalho nos demais dias; profissionais negam-se a registrar sua frequência no registro eletrônico de ponto municipal como os demais profissionais da prefeitura; recusam-se a aumentar o número de consultas, aceitando agendar apenas oito pessoas por período; visitas domiciliares suspensas (consulta médica em casa), deixando pessoas que tem dificuldade de andar ou estão acamadas desassistidas. Com essa mudança a saúde ganha e a população ganha: visitas domiciliares serão retomadas; equipes de Estratégia Saúde da Família estarão completas com profissionais capacitados; aumentará número de consultas médicas (vinte e cinco pessoas atendidas por período); médicos atendendo de segunda a sexta. Lembramos que a saúde e a população biriguiense são prioridade nesta administração e não mediremos esforços para ofertar uma assistência de qualidade”. Finalizou! 

 

Fonte: Guilherme Renan

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by