Escolas da Prefeitura de Birigui obtêm 7.3 no Ideb e superam meta prevista pelo MEC para 2021

As escolas municipais de Birigui superaram a meta do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) dos anos iniciais do ensino fundamental, ou seja, avaliação de todo o aprendizado do 1º ao 5º ano.

O MEC (Ministério da Educação) divulgou o resultado nesta segunda-feira, dia 3 de setembro. A avaliação foi baseada em dados coletados em 2017. O Ideb é avaliado de dois em dois anos.

Segundo o MEC, a rede municipal de Birigui obteve o índice 7.3, superando a meta projetada para 2021, que é 7.2. A pontuação dos alunos das escolas mantidas pela Prefeitura Municipal ultrapassou a média do Brasil, que foi de 5.8, e a média do Estado de São Paulo, que foi de 6.5.

“A média dos alunos (do 5º ano) da prefeitura também chama a atenção por ser muito próxima da média das escolas particulares do Estado de São Paulo, que foi de 7.4. Podemos afirmar, sem sombra de dúvida, que temos um ensino de excelente qualidade, equiparado ao ensino oferecido nas escolas particulares do estado”, comemorou a secretária municipal de Educação, Meiriane Beltran.

O Ideb foi criado em 2007 e é um indicador que mede a qualidade do ensino fundamental e médio, em uma escala de zero a dez. O indicador é calculado a partir dos dados sobre a aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e médias de desempenho nas avaliações do Inep, Prova Brasil e Saeb.

Meiriane informou que 14 escolas do governo municipal oferecem ensino fundamental e todas elas foram avaliadas com base na taxa de rendimento escolar (aprovação) e desempenho dos estudantes em português e matemática.

DIFERENÇA – Para a secretária, os professores da Prefeitura de Birigui fazem a diferença em sala de aula. “Nosso corpo docente é extremamente qualificado e isso é um diferencial. Birigui pode se orgulhar de reunir excelentes profissionais nas unidades de ensino da rede municipal”, frisou ela.

Para a secretária, manter um bom índice é fruto de um trabalho árduo, sério e competente da administração. “O governo municipal não mede esforços para melhorar a educação oferecida pelas unidades de ensino da Prefeitura Municipal. Essa nota deve ser comemorada”, completou.

O prefeito de Birigui, Cristiano Salmeirão, também comemorou o resultado do Ideb. “A comparação entre escola pública e privada é puramente estatística. Na minha visão, a educação é puramente humanística, ou seja, a criança deve ser tratada em sua essência humana, com aprendizado focado em seu caráter, na formação de um cidadão do bem”, comentou.

Segundo o chefe do Executivo, o professor é peça fundamental para que possamos investir ‘no ser humano aluno’ e é isso que a atual gestão faz. “A soma de esforços dos profissionais da Educação é fundamental para isso”, falou.

“Independente dos comparativos dos índices, o mais importante é observar que a escola pública de Birigui está formando cidadão. Estamos formando seres humanos de bem, capacitados. Por isso que afirmo: a nossa Educação é um verdadeiro patrimônio municipal, que trabalha a essência humana dos alunos”, completou o prefeito.

Além do Ideb, o prefeito lembrou do destaque de Birigui no último Índice Firjan, que traz Birigui na lista das 11 cidades brasileiras que conquistaram excelentes indicadores na Educação.

Neste índice, a nota varia de 0 a 1 e Birigui conquistou nota máxima, estando entre as 11 melhores cidades dos 5.500 municípios do Brasil.

 

Fonte: Da redação – com informações Prefeitura Birigui

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by