Em quatro arrastões contra o mosquito Aedes Aegypti, agentes visitaram 11.277 residências

Em quatro arrastões contra o mosquito Aedes Aegypti, agentes visitaram 11.277 residências

A Secretaria de Saúde de Birigui divulgou nesta quinta-feira, dia 11 de abril, o balanço dos quatro arrastões realizados em diferentes bairros para combater o mosquito Aedes Aegypti, o transmissor da dengue.

O objetivo da administração foi fazer um alerta na cidade e eliminar possíveis criadouros do mosquito. Os agentes da Prefeitura de Birigui visitaram 11.277 imóveis.

Do total de casas visitadas, 49 registraram larvas do mosquito Aedes. Do total das residências visitadas, 3.765 estavam fechadas ou desabitadas.

Somando o material retirado de todos os bairros visitados, a administração recolheu das ruas (e das residências) 48.000 kg de materiais inservíveis.

A ação reuniu 90 agentes da Secretaria Municipal de Saúde. Ajudou no recolhimento dos materiais a Secretaria Municipal de Serviços Públicos, Água e Esgoto, que forneceu servidores e dois caminhões.

“Os agentes entraram nas casas, fizeram vistorias, orientaram sobre como eliminar possíveis criadouros do mosquito e entregaram um panfleto educativo, com as principais informações sobre a dengue, doença transmitida pelo Aedes que pode matar”, explicou o educador em saúde pública, Marco Sanchez, do Centro de Controle de Vetores e Zoonoses (CCVZ).

No último sábado, dia 6, a ação ocorreu nos bairros Jardim Santana, Quinta da Mata e Quemil. Somente no dia 6 foram visitados 1.869 imóveis. Deste número, foram encontrados larvas do mosquito em 23 residências.

“É sempre bom repetir: combater o mosquito Aedes é como tomar banho: temos que fazer todos os dias. Cotidianamente temos que limpar nossas casas, olhar ralos, bebedouro de animais, espaços que possam acumular água parada, onde o mosquito se prolifera”, salientou o educador da Prefeitura de Birigui.

O que a população deve fazer para combater o mosquito Aedes Aegypti?

A principal ação que a população tem é se informar, conscientizar e evitar água parada em qualquer local em que ela possa se acumular, em qualquer época do ano.

As principais medidas de prevenção e combate ao Aedes Aegypti são:

Manter bem tampado tonéis, caixas e barris de água;

Lavar semanalmente com água e sabão tanques utilizados para armazenar água;

Manter caixas d’agua bem fechadas;

Remover galhos e folhas de calhas;

Não deixar água acumulada sobre a laje;

Encher pratinhos de vasos com areia ate a borda ou lavá-los uma vez por semana;

Trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana;

Colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas;

Fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais;

Manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo;

Acondicionar pneus em locais cobertos;

Fazer sempre manutenção de piscinas;

Tampar ralos;

Colocar areia nos cacos de vidro de muros ou cimento;

Não deixar água acumulada em folhas secas e tampinhas de garrafas;

Vasos sanitários externos devem ser tampados e verificados semanalmente;

Limpar sempre a bandeja do ar condicionado;

Lonas para cobrir materiais de construção devem estar sempre bem esticadas para não acumular água;

Catar sacos plásticos e lixo do quintal.

Fonte: Da redação com informações Prefeitura Birigui

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by