Cozinha Piloto de Birigui produz 16 mil refeições por dia: cardápio reúne qualidade e variedade

cozinha piloto

 

A Cozinha Piloto de Birigui, setor da Secretaria Municipal de Educação, produz, diariamente, 16 mil refeições/dia para alunos das unidades de ensino mantidas pela Prefeitura de Birigui, escolas estaduais, núcleos da Prefeitura e entidades integrantes ao PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar).

 Por dia, também são produzidos 17 mil pães e 2 mil saquinhos de bebida de soja. A produção diária reúne 70 servidores, entre nutricionistas, técnicas em nutrição, cozinheiras, padeiros, serviços gerais, motoristas, servidores do almoxarifado e do administrativo.

 Toda a logística de distribuição da alimentação também é feita pela Cozinha Piloto, que funciona de segunda a sexta-feira. “O investimento mensal é de, aproximadamente, R$ 350 mil. Esse investimento é custeado pelos governos Municipal, Estadual e Federal”, disse o diretor do departamento da Central Municipal de Alimentação Escolar, Fernando Bernabé Abrahão.

 Com relação ao cardápio, o mesmo é elaborado por nutricionistas, seguindo legislação federal e oferecendo alimentação de qualidade. “A variedade é grande e atende o PNAE, que promove eficiência no oferecimento de alimentação adequada aos estudantes”, disse a nutricionista Juliana Oliveira de Barros.

 “A salsicha, por exemplo, que muitas vezes é oferecida com arroz, feijão, legumes e salada, fez parte do cardápio em fevereiro. Agora, nos meses de junho/julho, retorna ao cardápio por ser período de festas típicas. Atende, também, muitos pedidos feitos pelas escolas”, explicou a coordenadora de Equipe Multidisciplinar da Cozinha Piloto, Gabriela Galhardo Pulzatto.

 Segundo a equipe técnica da Cozinha Piloto, formada por 4 nutricionistas e 2 técnicos em nutrição,  um Relatório de Serviço Escolar é feito periodicamente, visando mapear como os alimentos são consumidos pelos alunos.

 “Temos um relatório de aceitabilidade, ou seja, quais os alimentos são mais consumidos pelos estudantes. A salsicha, por exemplo, tem 90% de aceitabilidade quando é enviada. Para variar o cardápio e fornecer as necessidades nutricionais adequadas aos estudantes, também oferecemos strogonoff (carne ou frango), macarrão, filé de frango, atum, carne seca, pernil, arroz temperado, feijão, saladas, frutas, entre outros alimentos”, falou a técnica em nutrição, Aline Rodrigues Ferreira.

 O cardápio está disponível no site oficial do governo municipal (www.birigui.sp.gov.br), no link Cardápio Escolar.

 O PNAE é acompanhado e fiscalizado diretamente pela sociedade, por meio dos Conselhos de Alimentação Escolar (CAE), e também pelo FNDE, pelo Tribunal de Contas da União (TCU), pela Controladoria Geral da União (CGU) e pelo Ministério Público.

 “É, portanto, impossível servir apenas um tipo de alimento, como, por exemplo, somente salsicha com arroz”, completou o diretor da Cozinha Piloto de Birigui.

 

 ENTENDA – Saiba como é feita a alimentação dos alunos da Rede Municipal de Ensino

 

PERÍODO PARCIAL (manhã): café da manhã nas primeiras horas e intervalo para refeição completa perto das 9h30.

 PERÍODO PARCIAL (tarde): refeição completa perto das 14h30 e intervalo para lanche da tarde perto das 16h30.

 PERÍODO INTEGRAL: café da manhã nas primeiras horas, lanche perto das 9h30, almoço às 12h, intervalo para alimentação perto das 14h30 e intervalo para lanche perto das 16h30.

Fonte: Da redação- com informações Prefeitura de Birigui
1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by