Briga de trânsito teria sido motivo de homicídio em Birigui

A Polícia Civil de Birigui (SP) identificou o autor do assassinato do pintor Sidnei Pereira da Silva, 49 anos, ocorrido na tarde do último domingo (11), em frente a um depósito de bebidas da cidade.

O autor tem 33 anos e possui antecedentes criminais por tráfico de drogas, roubo e furto. Após ser identificado, o investigado se apresentou espontaneamente na delegacia na última terça-feira (13) e confessou a autoria do crime.

Ele alegou que passou a ser ameaçado pela vítima após cobrar pelos danos causados por ela, em uma motoneta num acidente de trânsito ocorrido no mesmo local, cerca de três meses antes.

Sobre a arma, alegou tê-la jogado no rio Tietê, da ponte na rodovia Deputado Roberto Rollemberg (SP-461), em Buritama (SP).

Câmeras

A polícia conseguiu chegar até o acusado através de imagens gravadas por câmeras de monitoramento instaladas em prédios vizinhos.

A investigação foi comandada pelos delegados Cristiano de Oliveira Mello e Marcel Basso.

Imagens obtidas pela polícia mostram o autor do homicídio descendo do veículo, um Fiat Palio com placas de Campo Grande (MS). Ele vai ao encontro de Silva, que estava na calçada do depósito de bebidas, e o empurra.

A vítima revida, atirando o líquido de um copo de bebida no autor, que se afasta, saca uma arma e atira várias vezes.

Uma pessoa tenta intervir e em seguida, outra pessoa desce do carro do autor, o segura e ele volta para o veículo, com o qual deixa o local.

Testemunha

Durante a investigação, a polícia conseguiu identificar testemunhas que presenciaram o crime.

Uma delas confirmou que tomava cerveja com o pintor, foi ao caixa fazer o pagamento e, quando voltava para a mesa, viu a vítima jogar um copo de cerveja em alguém, que se afastou, sacou a arma e atirou várias vezes.

Essa pessoa disse que pediu para que o atirador parasse e em seguida,  uma mulher apareceu, disse “amor, não faz isso”, e o casal deixou o local.

As testemunhas relataram à polícia ainda, terem ouvido que o crime foi motivado pelo acidente de trânsito ocorrido três meses antes. Na ocasião, o pintor teria batido o carro dele em uma Honda Biz e fugido em seguida.

Irmão

A polícia conseguiu localizar um irmão da vítima, que confirmou que o motivo do crime seria o acidente de trânsito, que de acordo com ele, teria ocorrido havia seis meses.

Na ocasião, o pintor teria combinado de pagar pelo conserto da motoneta, não cumpriu e passou a ser cobrado. A testemunha acredita que o autor foi até o depósito de bebida para cobrar novamente o irmão dele e houve a discussão que resultou na morte.

Ameaçado

Ao se apresentar, o acusado alegou que vinha sendo ameaçado pelo pintor por ter cobrado a dívida. Alegou ainda, que no dia do crime encontrou Silva no depósito de bebidas e atirou nele após discutirem.

Por fim, disse que já havia sido agredido pela vítima, que teria agredido a esposa dele também. Por ter se apresentado espontaneamente e estar colaborando com a investigação, o acusado responderá pelo crime em liberdade.

Fonte: Hojemais-Araçatuba

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by