Birigui é incluída nas políticas de desenvolvimento econômico do Estado

Birigui foi incluída nas políticas de desenvolvimento econômico das áreas de Desenvolvimento Aeroespacial, de Serviços Tecnológicos e de Couro e Calçados, um dos 11 polos de desenvolvimento econômico com pacotes de benefícios setoriais para a indústria, anunciado pelo Governo do Estado de São Paulo.

A informação foi divulgada pela Sedecti (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação), em nota divulgada à imprensa na manhã desta segunda-feira (17).

Segundo a secretaria, o objetivo é fomentar e incentivar o aumento da produtividade da indústria, atraindo investimentos, impulsionando a inovação e a geração de empregos e renda. Para isso, serão reunidas na mesma região geográfica, políticas para determinado setor produtivo.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Nelson Giardino, informou que discute com o governo paulista a possibilidade de incluir Birigui em mais duas áreas industriais de desenvolvimento econômico, a de Metal-metalúrgico e Químico/Borracha/Plástico.

Para ele, a iniciativa traz uma boa perspectiva de futuro para Birigui, pois essas áreas contarão com pacotes de benefícios setoriais, que serão mapeados em polos regionais.

Polos

Ao anunciar a criação dos polos de desenvolvimento econômico, no final de maio, governador João Doria (PSDB) comentou que a prioridade do estado é a geração de empregos e renda. 

Na ocasião, a região de Araçatuba foi incluída no polo de Biocombustíveis, junto com Barretos, São José do Rio Preto, e Presidente Prudente; e de Couro e Calçados, junto com Franca e Bauru.

Entre os benefícios que esses polos terão estão a simplificação tributária e regulatória; o financiamento competitivo voltado ao adensamento da cadeia produtiva; tecnologia e inovação; qualificação de mão de obra; e infraestrutura e serviços.

Polos industriais cobrem todas as regiões do Estado

1. Agritech, Aeroespacial, Serviços Tecnológicos: Campinas, Piracicaba, Ribeirão Preto;

2. Alimentos e Bebidas: Marília, Bauru, São Carlos, Barretos, São Paulo e Região Metropolitana, Piracicaba, Campinas;

3. Automotivo: Sorocaba, Campinas, Piracicaba, ABC, Alto Tietê, São Paulo e Região Metropolitana, Vale do Paraíba;

4. Biocombustíveis: Barretos, São José do Rio Preto, Araçatuba, Presidente Prudente;

5. Couro e Calçados: Franca, Bauru, Araçatuba

6. Derivados de Petróleo e Petroquímico: Baixada Santista, Piracicaba, Bauru, São Paulo, Alto Tietê, Vale do Paraíba;

7. Eco Florestal: Vale do Ribeira;

8. Metal-metalúrgico, Máquinas e Equipamentos: Ribeirão Preto, Central, Piracicaba, Sorocaba, São Paulo, Alto Tietê, Vale do Paraíba;

9. Químico, Borracha e Plástico: Baixada Santista, São Paulo e Região Metropolitana, Campinas, ABC, Alto Tietê, Vale do Paraíba;

10. Saúde e Farma: Ribeirão Preto, Campinas, São Paulo e Região Metropolitana, Alto Tietê;

11. Têxtil, Vestuário e Acessórios: São Carlos, Itapetininga, Sorocaba, São Paulo e Região Metropolitana, Vale do Paraíba.

Fonte: Da redação com informações Hojemais.

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by